Saiba mais

Vitiligo na Infância

Vitiligo na infância pode ocasionar um impacto muito importante em toda a família. É comum surgir um sentimento de angústia e até mesmo culpa por parte dos pais.

O mais importante é procurar rapidamente assistência médica. Conhecer a doença geralmente conforta muito os pais que passam a perceber que vitiligo tem tratamento e que crianças costumam responder muito bem a eles.

Crianças pequenas geralmente não se incomodam com o vitiligo a não ser quando os adultos perguntam ou comentam sobre as manchas.

Crianças maiores têm consciência da doença, já que os colegas da escola costumam comentar e fazer brincadeiras a respeito.

Converse abertamente com seu filho a respeito do vitiligo, de como ele se sente e prepare-o para a consulta. Faça-o participar do tratamento ativamente, incentive-o a entender a doença.

Infelizmente, apelidos são muito comuns entre as crianças, e as que têm qualquer característica diferente, como usar óculos, ter sardas, ser tímido ou ter vitiligo estão mais sujeitas às brincadeiras dos colegas. Ao invés de ignorar o que está acontecendo ou falar para seu filho não prestar atenção, irá ajudá-lo mais se vocês conversarem sobre o problema. Seu filho percebera que você o entende, quer ajudar e, mais importante, que as mudanças na cor da pele não fazem qualquer diferença nos sentimentos que um tem pelo outro.

Escute seu filho com atenção, dando espaço e tempo para ele trabalhar sua própria solução.

Para os adolescentes os problemas enfrentados costumam ser um pouco piores. Eles sofrem não apenas pelas brincadeiras e apelidos impostos pelos demais colegas, como também por ser um momento da vida em que afloram coisas como individualidade, vida em grupo e sexualidade.

Encoraje seu filho em relação aos estudos e a formação do caráter e mostre que o vitiligo é algo a respeito dele e não tudo sobre ele. O adolescente quer se sentir atraente e parte de um grupo e o tratamento adequado, o apoio emocional e muitas vezes maquiagem corretiva e autobronzeadores irão ajudar bastante.